Abertura do JEMG em Lavras, no ano passado.

São João del-Rei não irá sediar a etapa microrregional do JEMG

Estudantes de São João e das cidades próximas não terão hospedagem da prefeitura para participar dos Jogos Escolares

Abertura do JEMG em São João del-Rei em 2015 - Foto: Antônio (http://gazetadesaojoaodelrei.com.br)
Abertura do JEMG em São João del-Rei em 2015 – Foto: Antônio (http://gazetadesaojoaodelrei.com.br)

O JEMG (Jogos Escolares de Minas Gerais) é considerado o maior programa estruturador do governo de Minas. Escolas públicas e particulares de todo o estado podem inscrever seus alunos-atletas do ensino fundamental ao médio. O JEMG possui diversas modalidades, tais como: atletismo, basquete, bocha, ciclismo, futsal, futebol, handebol, judô, ginástica artística e rítmica, luta olímpica, natação, tênis de mesa, voleibol, entre outros.

Os jogos acontecem em quatro etapas, divididas em dois módulos. As etapas consistem em: etapa municipal, etapa microrregional, etapa regional e por fim a etapa estadual. Os módulos são divididos por idade, alunos-atletas de 12 a 14 anos se encaixam no módulo I, enquanto os atletas de 15 a 17 anos se encaixam no módulo II.

Neste ano, a etapa microrregional do JEMG que normalmente é sediada em São João del-Rei não irá ocorrer na cidade. Segundo a Assessoria de Comunicação da Prefeitura Municipal de São João del-Rei, a hospedagem dos jogos não ocorrerá porque no mês de maio dois eventos importantes vão ter a cidade como sede e por isso será necessária a utilização do espaço que antes era destinado aos jogos, que são a Copa de Mountain Bike e a Passagem da Tocha Olímpica. As 18 cidades que antes competiam em São João, vão passar para Tiradentes, cidade sede deste ano.

A Escola Estadual João dos Santos, que todos os anos participa dos jogos e obteve sucesso diversas vezes quase ficou de fora da etapa municipal desse ano, como conta a professora de Educação Física da escola e orientadora do JEMG 2016 na escola, Soraya Maria Teixeira Alves. “Tudo foi resolvido de última hora, tanto que os nossos times estão desfalcados e precisamos nos organizar para completar os times”, explica.

O professor  de Educação Física e coordenador da E. E. João dos Santos, Antônio Carlos Diogo, fez uma reunião com o Clube Atletic para que pudessem liberar a quadra e conseguirem voluntários para orientar os alunos nos treinos. E como a escola é pública, os alunos tendem a gastar mesmo com dificuldades financeiras, o coordenador resolveu então fazer um torneio para selecionar quem participaria.

A professora Soraya ainda salienta que é importante os alunos, principalmente da rede pública, participarem dos jogos todos os anos. “O JEMG é um incentivo bem grande para prática esportiva pois a aula de Ed. Física na rede pública  não é ensinamento”. A professora também diz que a escola que diversas vezes já chegou as finais dos jogos, obteve sucesso devido ao empenho dos alunos, que se organizam para treinarem durante o intervalo das aulas e no final das aulas. “Eles procuram treinar em clubes o ano todo para participar do JEMG. Quem tem essa oportunidade de treinar fora chega aqui mais preparado. Muitos alunos entram na esperança de no próximo ano conseguir fazer parte do time”, complementa ela.

O estudante de 16 anos, João Vitor Santos, da Escola Estadual João dos Santos diz que foi a primeira vez que se inscreveu para o torneio na modalidade basquete, sua paixão. Ele conta que não quer perder a oportunidade de participar pelo menos uma vez, até porque esse é o último ano em que ele pode se inscrever por conta da idade. “Seria uma experiência única diante das oportunidades que tive anos atrás e não pude participar, com certeza farei dele o melhor de todos!”, conclui o aluno.

Barbacena

Abertura do JEB em Barbacena FOTO:  João Paulo dos Santos
Abertura do JEB em Barbacena FOTO: João Paulo dos Santos

Os Jogos Escolares de Barbacena (JEB), etapa municipal do JEMG na Cidade das Rosas, começaram na última segunda-feira (4). As 189 partidas do JEB serão realizadas entre os dias 4 e 19 de abril nos ginásios Professor Delmo Maria e Célia Mazzoni.

Podem participar da competição escolas das redes Municipal, Estadual, Federal e privada. Em 2016 a quantidade de inscrições em todas as categorias disputadas foi surpreendente. “Esse ano foi um recorde. No total foram 115 equipes inscritas”, comemora Tarcísio Ferreira, gerente de esportes de Barbacena.

O professor de Educação Física do IFET – Barbacena, Luiz Carlos Gomes, inscreve seus alunos todos os anos nos Jogos Escolares. “A etapa escolar é uma etapa muito importante para a vida de qualquer pessoa. São descobertas, desafios, emoções e muita aprendizagem. Os Jogos Escolares no nível Municipal, Microrregional, Regional ou Estadual constituem momentos de interação entre todos os alunos. Acredito muito no esporte como forma de educação e desenvolvimento. Quem participa de uma competição dessa vivencia momentos únicos de dor, vitórias, derrotas, sorrisos, choros, para mim, é momento de muito crescimento. Ganhar ou perder faz parte do jogo. Gostar de ganhar é muito bom pois as pessoas se envolvem, “vestem a camisa” da equipe, da escola. Se entregam ao grupo ao qual pertence. Enquanto professor, gosto muito de participar de eventos desse tipo com meus alunos”, explica.

Ariel Pinto é uma das alunas de Luiz Carlos que representou o IFET – Barbacena no basquete do JEMG. “O JEMG proporcionou diversos aprendizados, como, estar em uma competição, enfrentar derrotas e vitórias, sempre mantendo dedicação e união em relação as companheiras de time e respeito as demais jogadoras dos times adversários. Com toda certeza recomendaria para outros alunos”, conta.

O professor Luiz Carlos está confiante para as competições deste ano. Foram feitas algumas alterações nas equipes, que passam a ter atletas que antes desempenhavam papel de coadjuvantes como protagonistas.  “Para o JEMG, a expectativa é de tentar classificar pelo menos 3 equipes do campus para a etapa estadual que é o JEMG. Mas sempre deixando claro que do outro lado, também tem alunos (“atletas”) querendo ganhar e professores trabalhando. Mas sempre acredito em todos os alunos que estão participando das modalidades. A expectativa principal é que aproveitem a oportunidade de participar dos Jogos. É uma etapa que não volta, principalmente quando se ultrapassa a idade para participação nos jogos”, conclui.

Lavras

Abertura do JEMG em Lavras, no ano passado.
Abertura do JEMG em Lavras, no ano passado.

Os Jogos Escolares de Lavras (JEL), considerados como a primeira fase do JEMG, aconteceram entre os dias 07 e 18 de Março contando com a inscrição de 19 escolas entre municipais, estaduais e particulares. A abertura dos jogos foi realizada na Secretaria do Esporte, Lazer e Turismo (SELT) e contou com a presença de atletas, políticos, representantes das escolas e pessoas de toda a comunidade. Em nota lançada pela Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Lavras, o secretário da SELT, Ricardo Pacheco, agradeceu a participação de todos os envolvidos e afirmou “Espero que o campeonato desperte em vocês, estudantes e atletas, o espírito de equipe, a disciplina e a vontade de vencer.”

Após a primeira fase, foram selecionadas equipes de handball, futsal, vólei e basquete, tanto feminino quanto masculino e de ambos os módulos. As escolas selecionadas foram: Instituto Presbiteriano Gammon, Senec, E.E. Firmino Costa, E.M Umbelina, Colégio Tiradentes da PMMG, E.E. Dora Matarazzo, E.M. José Serafim e a E.E. Cristiano de Souza. O coordenador dos JEL, Flávio Boi, se mostrou otimista e afirmou que os escolas de Lavras se classificarão em todas as modalidades na próxima fase e ainda contou a experiência de se envolver com os JEMG: “É muito gratificante, eu já era técnico, mas poder coordenar essa estrutura é engrandecedor” disse o coordenador.

TEXTO/VAN: Ana Resende Quadros, Clara Rita e Talita Tonso

COLABORAÇÃO: Rachel dos Santos

Um comentário em “São João del-Rei não irá sediar a etapa microrregional do JEMG

  1. Infelizmente, nossa cidade não tem mais escolas que praticam esportes(públicas). A nossa atual “educação física”, nas escolas, impede a prática do esporte ; agora é só vivenciar, ou seja, fingir que está jogando brincando. Como disse um responsável pelo esporte de Barroso: as equipes escolares de São João del Rei são uma vergonha….(claro, culpa da atual Educação Física nas escolas….). Sediar, para passar vergonha?

Deixe uma resposta