Foto: Maria Júlia Teixeira

São João del-Rei recebe II Festival de Arte e Cultura

O Movimento Familiar Cristão de São João del-Rei recebe 250 jovens de todo o Brasil que estão participando do 2° Festival de Arte e Cultura, buscando a conscientização ambiental para essa edição.

Foto: Maria Júlia Teixeira
Foto: Maria Júlia Teixeira

O Festival de Arte e Cultura organizado pelo Movimento Familiar Cristão(MFC) terá como sede em sua segunda edição São João del-Rei. Acontecendo entre os dias 20 e 23 de julho no Campus Dom Bosco da Universidade Federal de São João-del, a expectativa é que em torno de 300 adolescentes participem. O jovem é o foco central e o movimento busca por meio de uma gama de apresentações passar seus ideais. Os integrantes do MFC em São João ficaram responsáveis pela recepção e acomodação de 250 inscritos que vieram de diversas regiões do país.

 

A edição deste ano selecionou a poetisa e contista de Goiás, Cora Coralina, como homenageada. O tema “Mãe Terra: Coração pulsando em nós” foi o escolhido em meio às diversas citações da autora. A obra da goiana será utilizada para ressaltar a questão da conscientização ambiental.77 Ademais, as apresentações teatrais, musicais, de dança e recitais de poesia, giram em torno do tema escolhido, além de utilizarem textos de Cora como base. O responsável pelo evento, Kleber, destaca ainda, que o aprendizado adquirido ao decorrer do final de semana será posto em prática no ato concreto que acontece no domingo juntamente com a comunidade. “No domingo o evento se encerra na praça com a participação da população, explicando o MFC e conscientizando o povo sobre a importância da preservação ambiental” relata Kleber.

 

O evento vislumbra construir uma ação que marque a cidade sede, ajudando a despertar nos indivíduos o sentimento de  consciência ambiental.O organizador do evento, explica a transição do movimento que antes era destinado a casais e agora busca alcançar um público mais jovem a fim de fortalecer as famílias e as amizades dos participantes. Para isso, o movimento adota uma ação ecológica, humanizadora e de fortalecimento do tecido social. Além disso, Kleber nos conta que a ideia de fundar o festival veio por meio de cinco jovens que, ao regressarem do encontro internacional do MFC, viram-se motivadas a criar um evento no Brasil. “O evento se tornou um chamariz para jovens de todo país que levantam a bandeira do MFC” enfatiza o organizador. São João del-Rei ainda não conta com um grupo de jovens do MFC. Desta forma, a atração deste público sanjoanense é a principal colaboração do festival para comunidade.

 

O aposentado e coordenador de uma das equipes do evento, Luiz Carlos da Silva, concedeu uma entrevista à VAN e conta a respeito da recepção dos membros em São João del-Rei. Ele informa que a coordenação nacional do evento também está responsável pela recepção e com relação a acolhida dos jovens “a secretaria montada ficou por conta de distribuir os crachás, cadernos para anotações, entre outros” explica o aposentado. A cidade conta com 10 equipes do MFC que ficaram responsáveis pelo evento juntamente com o coordenador nacional. Além disso, a grande maioria dos participantes serão acolhidos por membros do MFC em residências particulares.

 

O estudante Kauan Guilherme Mendes Arruda, de Conselheiro Lafaiete, integrante do projeto Crescendo Jovem, comentou sobre sua apresentação teatral. Ele diz ter gostado bastante de ter participado enquanto ele interpretava o papel do ator principal. Sobre o evento ele comenta estar agradando bastante “conhecemos pessoas legais, de outros estados e é muito bom fazer amizade nova”, diz. Ele informa que é a primeira vez que participa de evento fora de sua cidade e que está encantado com São João del-Rei. Arruda  afirma ter sido acolhido muito bem pelo pessoal do movimento responsável pela recepção.

 

Durante os três dias de evento passarão pelos palcos e pelo anfiteatro do campus Dom Bosco muita arte com peças teatrais, música e debates. A expectativa dos organizadores é que seja deixado para os jovens são-joanenses um legado de maior participação junto ao movimento. Sendo ressaltado, assim, com a ação de encerramento no domingo celebrando o fim do festival.

TEXTO/VAN: Felipe Souza e Victória Souza

Este slideshow necessita de JavaScript.

Deixe uma resposta