São Tiago realiza Encontro de Folias de Reis

“Hoje em dia, com a cultura midiática na qual estamos vivendo, eventos e resgates culturais como [Folias de Reis] às vezes têm se perdido, quando não há essa valorização dos grupos ainda existentes”, afirma Luciane Lopes, ex-diretora do Centro Artístico e Cultural, que participou por diversas vezes na organização do Encontro de Folias de Reis, em São Tiago.
Recentemente foi realizado o 5º Encontro de Folias de Reis de São Tiago, organizado pela Prefeitura Municipal e Cultural, com o apoio da Câmara de Vereadores, Centro Cultural Artístico e Cultural, Paróquia de São Tiago e Sicoob Credivertentes. Luciane Lopes enfatiza que é realmente “preciso fomentar esse lado cultural que todas as cidades pequenas ou interioranas ainda possuem e buscar por financiamento, através de projetos, para que grupos como esses não se acabem. E que seja aí uma forma de ensinar esse tipo de arte a outros”.
No início do ano, em todo o país, são comemoradas diversas atividades culturais envolvendo os tradicionais grupos de Folias de Reis. Essa manifestação cultural e folclórica inicia suas atividades após o natal, indo até o dia dos Santos Reis, visitando igrejas, residências, fazendo apresentações e encontros entre as demais folias.  
A Folia de Reis tem sua origem na Europa, tendo sido trazida para o Brasil com os primeiros colonizadores e, em São Tiago, foi representada no final da década de 1930 e início de 1940. 
Dona Antônia Santiago, umas das participantes dos grupos de Folia de Reis, lembra, porém, que, alguns anos atrás, a movimentação na cidade era maior.   “Quando comecei a participar da Folia de Reis, tocava bandolim e, vez ou outra, cavaquinho. Começávamos a nos apresentar na noite de natal (25/12). Na época do saudoso Monsenhor Eloi, após a missa de passagem de natal, quando íamos até o presépio e com a folia, cantávamos cantos de alegria pelo nascimento do menino Jesus. Noutra época,  fui pastorinha e, tempos depois, quis também criar um grupo de pastorinhas e Folia de Reis para crianças do bairro. Daí, os acompanhava pelas ruas da cidade, tocando o instrumento e eles cantavam. Infelizmente, hoje não temos mais grupos como esses”, comenta. Disse também que o que é arrecadado em “esmolas” que são pedidas nas casas são doadas a igrejas e entidades assistenciais.
A abertura oficial do evento foi feita pelo prefeito Sr. Irimar Mendes e demais autoridades municipais. Durante o momento, foi dada a bênção a todos os presentes pelo pároco Pe. Robson Rosa Cardoso. Dando continuidade à programação, houve as apresentações das Folias de Reis no palco, seguidas de entrega dos certificados aos senhores embaixadores das Folias de Reis.
As apresentações e certificações dos grupos de Folias de Reis foram apreciadas por grande número de pessoas presentes no evento.
VAN/Marcus Santiago
Foto: Marcus Santiago

Deixe uma resposta