Segurança nas boates da cidade têm sido motivo de preocupação

A tragédia ocorrida na
cidade de Santa Maria no Rio Grande do Sul na boate Kiss, vem
alarmando muitos frequentadores de boates por todo país. A segurança
que as casa de show oferecem a seus usuários nem sempre corresponde
ao que se é exigido pela lei. Atualmente São João del-Rei tem
quatro casas frequentadas por jovens em busca de descontração.
Questionados alguns
desses frequentadores sobre o que acham das atuais acomodações e
segurança oferecidos por essas casas de shows, a maioria acredita
que há a necessidade de uma maior fiscalização e uma preocupação
maior com a segurança.
Ana Luiza Macedo
estudante de Engenharia destaca que até agora nunca tinha se
preocupado com problemas que poderiam surgir pela falta de cuidados
que esses lugares poderiam oferecer. “Eu sempre vou a festas aqui
na cidade, mas nunca tinha me atentado para essas questões de
segurança, mas depois que ocorreu a tragédia no sul, eu fiquei mais
cautelosa porque as boates aqui não oferecem muita segurança. Tem
uma que tem muita madeira e é bem apertada, se pegar fogo morre
praticamente todo mundo, pois não tem uma saída de emergência,
somente a porta de entrada.”
De acordo com o aluno de
segurança do trabalho Juan Freitas, esses lugares teriam de contar
com um profissional para planejar e repensar toda a estrutura, de
forma a dar segurança a seus usuários. “Eu como um futuro
profissional em segurança do trabalho, me preocupo muito
acontecimentos como esse de Santa Maria, pois todo o planejamento tem
que ser pensado na segurança das pessoas e não somente no
barateamento dos custos para os donos de boates. São João del-Rei a
meu ver precisa urgentemente repensar suas casas de show, pois todas
elas oferecem riscos a seus usuários”ressalta Juan.
Anderson Teixeira é um
frequentador assíduo das casas de show da cidade, e para ele é
importante que tenha sempre uma vistoria desses locais para assim
garantir um pouco de tranquilidade não apenas para quem vai, mas as
famílias de todos que vão a festas em lugares como esses. “Minha
mãe esta tão preocupada que não quer me deixar sair mais, porém,
acredito que isso é algo difícil de acontecer aqui na cidade porque
todos os lugares são pequenos e até hoje nunca vi um show que
tivessem usando alguma coisa com fogo.”
A tragédia no Sul vem
alertando as autoridades de todo país e foi marcada pelo número de
mortes causado pelo incêndio da boate.
Reportagem: Eduardo Gaio 
Foto: Germano Roratto/Agência RBS

Deixe uma resposta