Semana do Audiovisual promove atividades em São João del-Rei

Aconteceu essa semana em São João del Rei a Semana do Audiovisual – SEDA 2013, promovida pelo Coletivo Cultural Sem Eira Nem Beira, que vinculado a ONG Fora do Eixo atuam por todo o país. O objetivo da SEDA é levar uma discussão ampla do audiovisual para a população por meio de oficinas, palestras e exibições de curtas documentários, filmes.

A SEDA surgiu quando o Coletivo sem Eira nem Beira entrou para o Fora do Eixo. “A gente entrou e sabia que ia rolar a SEDA e como começou sendo um coletivo de audiovisual, trouxemos o projeto pra cá. No primeiro ano foi um pouco desorganizado, porém esse ano começamos em maio toda a articulação com produtoras, reuniões e preparativos”, conta Lívia Tostes, gestora do Sem Eira Nem Beira.

Segundo André Salmerón, membro do coletivo e organizador do evento, a parte técnica funcionou graças ao apoio da UFSJ e também da Secretaria de Cultura, Turismo, Esporte e Lazer de São João del Rei. “Eles cederam boa parte do equipamento que usamos. A grande dificuldade de fazer exibições em locais inusitados é justamente o fato de que, muitas vezes, a locação não tem estrutura para receber o evento. A saída é usar a criatividade e a boa vontade da população para fazer tudo funcionar. Mais de uma vez, tivemos que bater de porta em porta para pedir uma tomada emprestada das casas próximas”, explica.

A programação do evento conta com oficinas para difundir as experiências audiovisuais para um público maior. “Foi muito bacana. Vimos demonstrações simples de edição, mas pra quem nunca teve contato, como eu, foi uma oportunidade de aprender claramente, melhor até do que eu esperava”, declara Iolanda Pedrosa, estudante de Jornalismo, que participou da oficina de audiovisual.

O Sem Eira Nem Beira trabalha em conjunto com a distribuidora independente DF5, que faz parte da Rede Fora do Eixo. “Tínhamos um catálogo bem grande de longas e curtas que podíamos escolher. No caso da nossa SEDA, as escolhas foram baseadas em temas que consideramos importantes na atualidade, a exemplo do filme Pinheirinho”, conclui Salmerón.

A Semana serviu, também, para inaugurar o cineclube Cinestesia, também realizado em parceria com a Secretária Municipal de Cultura, Turismo, Esporte e Lazer. A ideia é que seja realizada, aos poucos, uma curadoria aberta, para que todos possam decidir os filmes que serão exibidos.

VAN / Rhafaela Resende; Sarah Evelyn; Mayara Mateus
Foto: Kleyton Guilherme

Deixe uma resposta