Seminário de Cultura Surda é realizado pela primeira vez na região

No último sábado, 19, o anfiteatro do Campus CTAN, da Universidade Federal de São João del-Rei, foi palco do primeiro Seminário de Cultura Surda das. A realização foi idealizada por Lucas Sacramento, membro da Associação de Surdos de São João del-Rei , em parceria com  a Incubadora Tecnológica de Cooperativas Populares (ITCP) e com a UFSJ. O objetivo era buscar promover o fortalecimento da acessibilidade e da inserção da comunidade surda. As intérpretes Cleuzilaine Vieira e Andreia Del Rei transmitiram todas as palestras em tempo real aos ouvintes participantes.

Foram abordadas temáticas relativas à cultura e identidade surda, assim como a trajetória de vida, o profissional e a associação de surdos. O evento promoveu também  um debate sobre a inserção do surdo em diferentes áreas, camadas sociais e profissionais. Além disso, foram discutidas as questões familiares e pessoais que interferem na formação e no cotidiano do surdo.

O organizador e palestrante surdo, Lucas Sacramento, afirma que a realização do evento foi uma experiência inovadora, na medida em que ele buscou elementos da cultura surda que seriam pertinentes à comunidade surda são joanense. Tendo sido a sua primeira palestra sobre o tema, ele ressalta que participar ativamente do evento foi bastante gratificante: “Esta é a minha primeira vez, estava cheio de ideias e amei participar do seminário e ajudar a realizá-lo!”, afirma Lucas, que lembra ainda sobre a importância da participação da comunidade e da família do surdo em seminários como este. 

A palestrante surda convidada pela associação, Inês Guerreiro, abordou o tema do profissional surdo e sua cultura na comunidade, apontando aspectos importantes para aprimorar a participação do surdo no mercado de trabalho e na comunidade em que está ou irá se inserir. “O surdo vai conhecer muitos elementos de culturas diferentes pelos vários lugares por onde ele passar. E ele deve buscar, nessas comunidades, os elementos de cultura e conhecimento, e absorvê-los, pois é muito importante buscar o conhecimento”, explica Inês.

Antônio Abreu, surdo palestrante de Belo Horizonte, relatou suas experiências de vida nas associações de surdos pelo Brasil, além de falar sobre a importância das Associações, onde os surdos podem se relacionar, buscar e trocar conhecimentos e elementos culturais. “A associação deve ser um local com múltiplas finalidades, de buscar conhecimento, de realizar interação, de se divertir. Não deve ser só um ponto de encontro, pois ela tem uma finalidade e tem regras, que contribuirão para o fortalecimento da comunidade e da cultura surda”, concluiu.

O evento contou com, aproximadamente, 50 pessoas, dentre surdos e ouvintes de São João del-Rei e região. . As intérpretes Cleuzilaine Vieira e Andreia Del Rei transmitiram todas as palestras em tempo real aos ouvintes participantes.

VAN/Sávio Souza
Foto: Sávio Souza

Deixe uma resposta