Seminário de Muay-Thay, MMA e Boxe é atração para os lutadores de SJDR e região

Foto: emjjgoiania.blogspot.com
Marcelo Bahia,
destaque brasileiro no Kickboxing, ministrará o seminário, que deve contribuir
para a consolidação das artes marciais no Campo das Vertentes.
São
João del-Rei sediará no dia 10 de outubro, a partir das 9h, o Seminário de
Muay-Thay, MMA e Boxe, oferecido pelo professor de artes marciais Marcelo
Bahia, importante lutador de Kickboxing, e atual treinador de Marcos Rogério
Pezão, destaque brasileiro no MMA (mixed martial arts, ou no português, artes
marciais mistas) e também do Kick Boxing ou Muay-Thay, tanto faz .
Serão
3h de seminário para cada uma das três modalidades abordadas, assim cada uma
delas pode ser devidamente aproveitada. O evento contará com certificado
oficial da WAKO (World Association of Kickboxing
Organizations, algo como Associação Mundial das Organizações de Kickboxing). Segundo
Alessandro Campos, organizador do evento, “o seminário deverá ser ade altíssima
qualidade, já que o Marcelo Bahia é muito profissional e experiente, e realizou
este tipo de trabalho outras vezes, inclusive em Lima, no Peru. Vale lembrar
também que o foco do evento não é apenas os lutadores, mas também os
interessados em artes marciais ou apenas simpatizantes do esporte”.
Alessandro
explica que este tipo de evento é muito importante para a cidade e região, pois
há ainda muito desconhecimento acerca destas artes márcias na região: “o número
de praticantes destas modalidades ainda é reduzido por aqui, o que predomina
mesmo é o Jiu-Jitsu. Outra coisa é que falta intercâmbio, troca de experiências
e até mesmo de lutas dos lutadores daqui com os de fora. Então o seminário vai
ajudar muito, vai dar a chance de criar um intercâmbio com São Paulo e outros
países, já que o Marcelo Bahia é muito conhecido”.
A
praticante de Muay-Thay Jéssica Maia acredita que o evento é uma ótima
oportunidade para aqueles que ainda não conhecem as vantagens e os ensinamentos
que as artes marciais podem oferecer, e também para aqueles já integrados no
esporte que queiram aperfeiçoar seus conhecimentos. “Além disso, a iniciativa
pode incentivar as academias a acrescentarem as artes marciais às suas opções
de atividades. Isso seria muito enriquecedor para a região uma vez que o ensino
das artes marciais incorpora valores importantes para o convívio social, como
respeito, disciplina, perseverança entre outros”.
Segundo
Alessandro, a ideia do seminário surgiu a partir de uma parceria feita entre
ele e Marcelo Bahia, o que contribuiu também para a consagração da equipe de
Alessandro, a Forma e Força MBA Team. “O Bahia teve a ideia de vir me visitar,
já que somos amigos, sou ex-aluno dele a até mesmo lutei por sua equipe. Surgiu
então a ideia do seminário”. Alessandro é professor de Kickboxing e instrutor
de Karatê Shidokan, e formou-se em São Paulo com o próprio Marcelo Bahia.
Alessandro
lembra que na região ainda falta profissionalismo nas academias dedicadas ao
ensino e prática das modalidades que serão focadas no evento. “O Bahia resolveu
me ajudar na minha área, que é o Kickboxing, o Boxe, e o Karatê Shidokan (as
três juntas são triátlon do MMA), através deste seminário, e além dele pretendo
trazer também o mestre Carlos Silva, de Juiz de Fora, muito em breve”.
As inscrições
para o seminário podem ser feitas na Academia Performance, a um custo de
R$70,00. Maiores informações nos números (32) 9953-1562 e 3372-3289.
Marcelo Bahia
Marcelo Bahia tem 29 anos já participou de 74 lutas, das
quais venceu 66 – 27 delas de nocaute, perdeu 7 vezes e empatou uma. O lutador
de Kickboxing é penta campeão paulista, tri campeão brasileiro, bi campeão da
Copa Paulista, campeão sulamericano, campeão pan-americano, campeão da Taça
Nacional Paulo Zorello, campeão da WSL 3 e 4, além de já ter sido considerado o
melhor atleta brasileiro em 2007.
As três
modalidades
Segundo
Alessandro, as artes marciais abordadas no seminário são bem distintas. O boxe
é a luta de mãos, e caracteriza-se por ser muito agressiva e objetiva – o
lutador está sempre buscando o nocaute. Já o Muay Thay combina mãos, pés,
joelhos e cotovelos, e o MMA é a mistura de artes marciais, na qual pode se
lutar tanto em pé quanto n chão, como o Jiu-Jitsu. Nesta última categoria os
brasileiros vêm se destacando mundialmente, como é o caso de Marcos Pezão,
lutador treinado por Marcelo Bahia.
Texto: João Heyden

Para copiar e reproduzir qualquer conteúdo da VAN, envie um e-mail para vanufsj@gmail.com, solicitando a reportagem desejada. É simples e gratuito.

Deixe uma resposta