I Conferência Regional de Políticas Públicas para a Juventude pretende reativar Conselho

SJDR recebe I Conferência Regional de Políticas Públicas para a Juventude

Reunindo pessoas da cidade de São João del-Rei e de toda a região das Vertentes, o evento traz para debate assuntos políticos e sociais, perpetuando o pensamento crítico dos jovens. 

I Conferência Regional de Políticas Públicas para a Juventude pretende reativar Conselho

Com a proposta de realizar um debate sobre as políticas públicas da cidade e região que são voltadas para a juventude, acontece em São João del-Rei, a I Conferência Regional de Políticas Públicas para a Juventude da Região das Vertentes, com o tema “As várias formas de mudar as Vertentes”. O evento ocorre amanhã, na Escola Municipal Maria Teresa, no centro da cidade. Quaisquer pessoas interessadas, jovens ou adultos, poderão fazer as inscrições no local a partir das 8h da manhã.

O coordenador de políticas públicas para a juventude, Fernando Cintra, é quem  realiza a conferência, em parceria com a Prefeitura e com uma coordenação organizadora, composta por vários movimentos sociais e ONGs da cidade que possuem interesse nesse segmento juvenil. Cintra informou que a conferência é somente o primeiro passo para esse diálogo que, segundo ele, tem que acontecer entre o poder público e os jovens.

“O jovem está muito desacreditado da política e das instituições, ele tem muito o que falar e não tem onde falar, mas a gente quer ouvir o que ele tiver de proposta para encaminhar aos órgãos específicos e competentes para que possam estar desenvolvendo”.

O espaço desse evento tem o objetivo de resgatar o Conselho Municipal da Juventude que havia sido desativado há algum tempo. A intenção é realizar reuniões periódicas para não perder a continuidade da conferência e do Conselho que têm o objetivo de ser a voz dos jovens, que poderão levar suas demandas aos representantes do governo.

Ao todo, sete representantes da sociedade civil jovem serão eleitos e agirão no conselho junto a sete membros do governo de áreas estratégicas, que lidam com as ações direcionadas a juventude como cultura, assistência social, secretária da educação, etc.

“É a forma mais rápida e mais representativa da população e é por isso que é tão importante ter o Conselho Municipal da Juventude reativado”, afirmou a vereadora Lívia Guimarães (PT) sobre a retomada do conselho na cidade.

O professor e representante do Levante Popular da Juventude, Filipe Batista, acredita que o Estado deve construir políticas públicas para a juventude, mas a presença e participação dos jovens no governo é baixa. Para Batista, tornam-se necessárias ferramentas para conseguir ganhos reais para a juventude são-joanense, como a realização da conferência e a reativação do conselho.

“Precisamos de um centro de referência da juventude, uma casa na qual os jovens possam chegar para construírem suas intervenções e para que também saiam aconselhados no sentido de onde buscar ajuda”, disse Batista.

Além da organização da eleição para o retorno do Conselho Municipal da Juventude na cidade, será realizada a eleição de delegados(as) para a segunda etapa da conferência – a 4ª Conferência Estadual da Juventude de Minas Gerais – que será realizada nos dias 22 a 25 de Outubro, na cidade de Belo Horizonte.

A Conferência, que terá apresentações culturais, contará também com diferentes oficinas que abordam assuntos sobre a sociedade e a política como: a violência contra a juventude e a mulher, a resistência do povo negro, o debate sobre o racismo, temas relacionados ao movimento LGBT e a intervenção política em diferentes territórios e no meio urbano. A intenção é estimular o pensamento dos jovens na sociedade e os incentivar a participarem com propostas de mudanças e melhorias. 

TEXTO/VAN: VANESSA CAROLINA

FOTO: DIVULGAÇÃO

Deixe uma resposta