Captura de Tela 2017-08-13 às 18.27.01

Tetracampeão: Athletic sedia pela 28° vez troféu Binhá de natação

 

Com mais de 174 provas a competição trouxe muitas histórias de superação por meio da natação.

Garantido no calendário do Athletic Club, o tradicional Troféu Binhá de natação chegou neste sábado (12) a sua 28° edição. Do pré-mirim ao adulto a competição contou com cento e cinquenta nadadores, com idade de 6 a 80 anos, de seis equipes vindas de Belo Horizonte, Juiz de Fora, Barbacena e São João del-Rei. Ao todo foram 174 provas nos estilos Livre, Costas, Peito e Borboleta, mais Revezamento Medley, que junta os quatro estilos.

Além de muita competitividade o evento traz algumas histórias de superação por meio do esporte, como é o caso de Kátia Moreira da Silva que começou a nadar depois de um problema de saúde. “A natação entrou na minha vida em 2013 quando estava fazendo tratamento para lombalgia crônica, tinha muitas dores na lombar. Em 2014 comecei um treinamento e de 2015 pra cá eu venho competindo em praticamente todas as provas da federação aquática mineira”, conta.

Em sua primeira participação no troféu Binhá, Kátia Moreira foi campeã da categoria 45+ competindo pelo Athletic club e ressalta a importância do torneio para a preparação dos atletas. “Vejo como um evento muito importante porque estimula os atletas, é um clima bem descontraído. A gente tá colocando em prática o que a gente treina todos os dias, então eu acho muito importante. É uma prática que não pode acabar”.

Adão Edson de Barcelos Junior também fez sua primeira participação no torneio, sendo vice-campeão, pela Deck Angel de Belo Horizonte, na categoria 25 + dos 50 metros livre. Ele conta que começou a nadar ainda criança por causa de problemas de saúde: “Comecei a nadar quando tinha um ano por conta de problemas respiratórios, aí eu nadei até meus 12 ou 13 anos e interrompi um pouco. Voltei no final de 2014 e tenho nadado direto, atualmente a natação é mais por hobbie do que pra competir”, explica.

Os donos da casa conquistaram o tetracampeonato geral e de acordo com a treinadora do Athletic e umas das organizadoras da competição, Lília Mara de Santana, este foi o um dos Binhás que o clube surpreendeu muito, já que participou com uma equipe de 80 atletas de categorias mirim até máster 70+. “O desempenho de cada um deles tem melhorado, a gente vê isso pela melhora dos tempos, pelas vitórias e o grande número de medalhas, em geral a equipe tem correspondido muito bem”.

O Troféu Binhá

O presidente do Athletic, Cláudio Gonçalves, explicou a VAN como a competição surgiu: “Binhá, era goleiro do clube. Luiz Alberto Bini Couto atuou pelo clube durante muito tempo, faleceu em um acidente automobilístico e o diretor de natação da época que era o Leandro Bini, primo dele, com uma brilhante ideia criou a competição”, disse o presidente, que a inda ressaltou o caráter social das competições esportivas e a importância desses eventos que movimentam a economia da cidade.

Texto/ VAN: Victor Zanola

Deixe uma resposta