Skip to main content
12898297_1056916790998074_4030865148384871264_o

Tradicional Lava-Pés marca a Quinta-feira Santa em SJDR

12440593_1056916817664738_7581225195966767848_o

A Catedral Basílica de Nossa Senhora do Pilar, em São João del-Rei celebrou na noite desta quinta-feira, 24, Missa e encenação do Lava-Pés, rito que relembra os atos de Jesus Cristo na Última Ceia, descrito no Evangelho de São João.
Padre Ramiro José Gregório, vigário paroquial na Catedral de Nossa Senhora do Pilar explicou a tradição do Lava Pés e a sua importância para a fé cristã: “É um teatro religioso. Com isso, sobretudo no mundo atual, é muito importante porque é uma mensagem não só pregada, é uma mensagem visualizada. O importante é a mensagem que isso dá, transmitindo ao povo aquilo que Jesus Cristo fez na última ceia, lavando os pés dos apóstolos, mostrando a sua humildade”.
A tradição da celebração em São João del-Rei carrega uma peculiaridade: o rito de Lava Pés ocorre após a missa da ceia, e não dentro dela. O Padre Geraldo Magela, pároco na Catedral, contou sobre a preservação da tradição: “Aqui nós conservamos o costume antigo de separar o rito de Lava Pés da Missa. No rito, o Bispo irá, representando o nosso Senhor, lavar os pés de 12 coroinhas, que representam os 12 apóstolos”.

12909531_1056912584331828_2360005343095654002_o

O sermão da celebração foi presidido pelo Padre Tiago Wenceslau de Barros, de Aparecida (SP), doutor em direito canônico. Durante a pregação, o clérigo explicou a relação entre o ritual da Última Ceia e a instituição do sacerdócio.
Preservando uma tradição centenária, a Orquestra Ribeiro Bastos acompanhou o rito de Lava Pés. Essa colaboração entre as orquestras e a Igreja, segundo o maestro Rodrigo Sampaio, vem desde o século XVIII, em uma associação com as irmandades: “Devido ao fato da religiosidade de São João del-Rei, com as irmandades, as Igrejas e os santos, as orquestras meio que prestam um serviço. Começou como um pagamento, um contrato para as irmandades, para as festas.”
Durante a lavagem simbólica dos pés dos apóstolos pelo Bispo Dom Célio de Oliveira Goulart, a Orquestra Ribeiro Bastos apresentou a música Domine, tu mihi lavas pedes (“Senhor, lavai-me meus pés”, em latim) do Padre e compositor São-joanense José Maria Xavier.
Para a fiel Vanda Nascimento, que acompanha e celebração todos os anos, a presença no rito é um momento de apreciação da cultura local: “É importante para mim a tradição de São João del-Rei, da Semana Santa. Tem algumas celebrações que são específicas aqui de São João, só São João que realiza, então a participação é importante.”
Durante a cerimônia foi realizada a Coleta da Caridade, em favor dos pobres. Os sacerdotes pregaram o amor fraterno e o respeito ao próximo e às diferenças, relembrando o novo mandamento instituído por Jesus: “Amai-vos uns aos outros”.

TEXTO/VAN: Lucas Almeida

FOTOS: Lucas Almeida

12898290_1056916874331399_7151834192262426319_o12671995_1056912550998498_3007070533268182389_o 12885809_1056911727665247_2376827206739592915_o

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: