Transporte público gera nova manifestação em São João del-Rei

Cerca de um mês após o grupo Anonymous organizar um manifesto no
centro da cidade de São João del-Rei contra a Viação Presidente,
responsável pelo transporte público na cidade, manifestantes se
reuniram novamente para reivindicar melhorias nos serviços prestados
pela empresa. A “Grande marcha pelo transporte público”
foi organizada pela Frente de Luta pelo Transporte Público (FLTP),
na qual assinam o grupo Anonymous, Brigadas Populares, Consulta
Popular, Levante Popular da Juventude, Movimento Popular de São João
del-Rei, PCB, PSOL, PSTU e o Sindicado dos Metalúrgicos.

A concentração aconteceu por volta das 14h no bairro Matozinhos, de
onde seguiu até a porta da prefeitura municipal. Uma bateria
composta por latas e pedaços de pau, acompanhada de apitos,
megafones, bandeiras, panfletagem e um carro de som cedido pelo
Sindicado dos Metalúrgicos de Itaúna fez com que o movimento
tivesse visibilidade por parte da população. Nilza Braga é
moradora do bairro Matozinhos e caminhava com sua mãe, quando se
deparou com o manifesto. Ela considera de extrema importância tais
manifestações, pois possibilitam que todas as pessoas tomem
conhecimento dos problemas da cidade, e parabeniza também os
manifestantes pela iniciativa. “Muitas pessoas sabem dos
problemas, mas não fazem nada. Eles estão de parabéns”,
acrescenta.
Populares observam a manifestação.


De acordo com Rafael Matos, membro da Frente de Luta pelo Transporte
Público, as principais pautas do movimento, tais como o pedido de
revogação do aumento das tarifas, o direito dos idosos de andar de
ônibus gratuitamente, a aplicação do meio-passe para estudantes de
todos os níveis escolares, a implantação de um Conselho de
Transporte na cidade e uma audiência pública para debater estas
questões, já foram apresentadas ao prefeito Helvécio Reis. Ainda
segundo Rafael, o prefeito apresentou a planilha referente ao aumento
da Viação Presidente e alegou não ter embasamento para fazer a
anulação.

Outro ponto destacado pelo manifestante foram as mudanças desde o
primeiro manifesto até o presente momento. Ele conta que tiveram
acesso a uma decisão do Tribunal de Justiça de Minas Gerais, a qual
manda anular a licitação do transporte público na cidade de São
João del-Rei. “A decisão é de fevereiro de 2012 e até hoje
não foi cumprida. Nós apresentamos ao prefeito Helvécio e ele
prometeu analisar e discutir na próxima reunião, agendada para o
dia 1º de maio”, explica.


Apesar de ainda não terem conseguido tudo o que esperam, os
manifestantes não se mostram desanimados. O membro do Levante
Popular da Juventude de São João del-Rei, Luan Ariel, diz que o
movimento está atento aos problemas da cidade e pretende manter a
pressão na busca por melhorias. “Escolhemos o bairro Matozinhos
para fazer esta concentração, porque o transporte é um problema em
toda a cidade, não só no centro. Faremos em outros lugares, se for
preciso”, completa.

Reportagem e fotos: Kleyton Guilherme.

Deixe uma resposta