Skip to main content
FOTO/VAN: Ana Carolina Gomes

Uma luta de todos

Movimentos de Lagoa Dourada se unem para compra de equipamento de Radioterapia

Com o slogan “contra o câncer, eu posso você pode”, a campanha em prol da Santa Casa de Misericórdia de São João del-Rei, visa arrecadar recursos a fim de complementar a verba necessária para compra de um aparelho de Radioterapia para a cidade. O equipamento fundamental, um Acelerador Linear, tem um custo de aproximadamente US$1,4 milhão, na qual, teve 85% do seu valor repassado pelo Ministério da Saúde. Entretanto, para a aquisição, resta a quantia de quase US$216 mil, equivalentes a mais de R$600 mil. Visando essa necessidade do equipamento, movimentos foram criados na região a fim de arrecadar fundos para a compra.

FOTO/VAN: Ana Carolina Gomes
FOTO/VAN: Ana Carolina Gomes

Durante uma noite específica, Irineia Aparecida de Melo, do município de Lagoa Dourada, teve um sonho: “fiz um bingo beneficente que arrecadou uma grande quantia para a Santa Casa”. O sonho, de início, não a convenceu, por sua vez, também não a abandonou. “No Grupo do Terço percebemos a necessidade em ajudar o próximo, então expus minha ideia sobre o evento e consegui a aceitação de alguns integrantes”, acrescenta.

Mesmo não tendo nenhum familiar com a doença, Irineia decidiu agir por um bem coletivo. “Contamos com aproximadamente dez pessoas, entre amigos e vizinhos durante a organização, arrecadando prêmios para o bingo ou doações para depositarmos. No dia, o número de colaboradores aumentaram nos diferentes tipos de necessidades que tínhamos para o andamento do projeto”, esclarece.

O bingo aconteceu neste último domingo, 4, e atingiu uma meta de aproximadamente 500 pessoas presentes concorrendo a 36 kits de prêmios que foram doados por comerciantes locais. “Começamos com 500 cartelas, logo de cara, e até no dia, já tínhamos vendido cerca de 1.250 cartelas, conseguindo um total de mais de R$16.500 (até o fechamento desta matéria)”, conclui a idealizadora.

Segundo o seu marido, que também participou da organização, Antônio Carlos de Melo, mais conhecido como Tõezinho, é de surpreender a generosidade da população. “Estou satisfeito principalmente pela quantidade de movimentos que aconteceram antes, tanto nos povoados, quanto durante as celebrações religiosas, e o pessoal ainda se dispôs da forma como aconteceu a participar e ajudar”, conclui.

 

Leilão

Assim como o bingo e os demais movimentos, um Leilão beneficente está sendo preparado pela Associação Comunitária das Laranjeiras, um povoado localizado no município de Lagoa Dourada. O evento, que acontecerá no dia 18 de dezembro, está marcado para às 13h no Salão Comunitário local, próximo ao campo de futebol.

Segundo o presidente da associação, Adailton Antônio dos Santos, a fundação já realiza programas para auxiliar famílias da região que possuem alguma necessidade. “Todos os meses fazemos reuniões e discutimos sobre o leilão, principalmente pela dificuldade que percebemos dos pacientes em se locomoverem para cidades mais distantes. Além disso, ninguém está livre desta doença”, enfatiza.

Durante o processo de organização, são doze pessoas da diretoria envolvidas e as prendas também são frutos de doações de moradores locais. “Até esse final de semana, já temos dez prendas para serem leiloadas, fora pequenos prêmios, como frangos e bebidas. Aceitaremos doações até o dia do evento”, esclarece o presidente.

A quantia arrecadada será depositada diretamente na conta da Santa Casa de Misericórdia. As doações podem ser feitas em três bancos diferentes. Veja:

Banco do Brasil Agência 0162-7 / Conta Corrente 72.745-8

Caixa Econômica Federal Agência: 0151 / Conta Poupança 013-00050221-2

Sicoob Agência: 0001 / Conta Poupança 62069071-2.

 

A doença

Aos 38 anos, ainda amamentando sua filha caçula, Tânia Maria Chaves de Resende, sentiu durante um exame de toque algo diferente. Foi diagnosticada com câncer de mama em fevereiro deste ano. “Foi desesperador!”. O tratamento desgastante com a quimioterapia terminou em outubro. Já com 39 anos, ela vem se preparando para uma vaga em Juiz de Fora, para dar início ao tratamento de radioterapia.

“É um momento muito difícil na vida de qualquer pessoa, já estamos preocupados com a doença e ainda temos que nos atentar ao deslocamento, que no meu caso é ainda mais complicado por causa da família”, acrescenta a mãe de dois filhos. A radioterapia é um tratamento diário e, para os moradores das pequenas cidades que compõem a região do Campo das Vertentes, o deslocamento mais próximo seria Belo Horizonte ou Juiz de Fora.

Sobre as ações que foram criadas na cidade em busca do dinheiro para a compra do equipamento, Tânia ressalta essa importância. “Eu não vou chegar a usar o equipamento, porém, muitos que estão na mesma luta que eu, irão, então quanto mais unidos, mais fortes ficaremos”, ressalta. E, ela ainda faz um alerta: “algo que comecei a reparar durante meu tratamento é o crescente número de jovens com câncer, então quanto antes fizermos o exame, maiores as chances de controlar esse mal”, conclui.

 

TEXTO/VAN: Ana Carolina Gomes

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: