Foto: Arquivo Corporação Musical São Sebastião

V Encontro de Bandas é uma forma de fortalecer a identidade cultural de Santa Cruz de Minas

O formato das apresentações será o mesmo do ano passado, um rodízio no qual todas as bandas têm a oportunidade de se assistirem.

Foto: Arquivo Corporação Musical São Sebastião
Foto: Arquivo Corporação Musical São Sebastião

A menor cidade do país organiza pelo quinto ano consecutivo seu encontro de bandas. No próximo domingo (18), a Praça São Sebastião, em Santa Cruz de Minas, estará mais barulhenta e animada a partir das duas da tarde. Mantendo o mesmo formato do ano passado, o V Encontro de bandas da cidade contará com a presença de Cinco a Seis Corporações musicais da região.

Para o professor e regente da Corporação Musical São Sebastião, anfitriã do evento, Gleidson Jordan dos Santos, o encontro representa uma ressignificação da identidade da corporação. Segundo ele a cada ano tem um público maior, as pessoas são mais receptivas e a percepção da população em torno da corporação durante esses últimos cinco anos vem mudando. “Passamos por um período, antes de acontecer os encontros de bandas, que a população era um pouco afastada da banda. Às vezes nós tocávamos na rua e as pessoas tampavam o ouvido. Hoje o pessoal já fala ‘a nossa banda’, ‘a banda da nossa cidade’”, ressalta.

Betânia Nascimento Resende, chefe de gabinete de Santa Cruz de minas, destacou a representação do encontro de bandas para a cidade. “Nossa corporação hoje é registrada como patrimônio imaterial do município, a realização desse evento além de ser a valorização da nossa corporação, da nossa juventude e da arte local, é uma forma de consolidar no nosso calendário de eventos uma oportunidade de atrair visitantes para conhecer a arte local”, afirma.

O formato das apresentações será o mesmo do ano passado, um rodízio no qual todas as bandas têm a oportunidade de se assistirem. Betânia além de explicar o formato, conta que na edição deste quinto ano o evento terá o patrocínio da Codemig e uma grande estrutura de tenda que vai cobrir toda a Praça São Sebastião onde vão ficar alocados tanto os músicos quanto a comunidade. “Nos três primeiros anos realizamos o evento durante o dia todo, esse ano o encontro vai seguir o mesmo modelo do ano passado, sendo realizado só na parte de tarde. As bandas ficam todas sentadas na praça tocando em sincronia alternada, com alguns momentos tocando juntas, no começo do evento tocam o hino nacional e no fim tocam o bandão que são dois dobrados”, explica.

A Corporação Musical São Sebastião, está preparada para receber as bandas convidadas e já tem como pré-confirmadas cinco delas, Corporação Musical São Pio X (Andrelândia), Banda Sinfônica do Santuário do Senhor Bom Jesus de Matosinhos (São João del- Rei), Corporação Musical Santa Cecília (Piedade do Rio Grande), Sociedade Musical Lira Santa Cecília (São Miguel Arcanjo do Cajuru– distrito de São João del Rei) e a Banda Municipal Lira Santa Cecília (Bom Sucesso).

Participando pela segunda vez o Regente da Banda Lira Santa Cecília de Bom Sucesso, Victor Henrique de Oliveira Messias, destaca a importância dos encontros de bandas. “Os Encontros de Bandas têm extrema importância para os músicos, que se mostra em duas faces. A primeira é a integração entre os músicos das mais diversas cidades, bem como o intercâmbio de conhecimento e experiências entre estes, assim como também entre Maestros e Diretores. A segunda, e mais importante, é a manutenção da tradição das bandas de música, as quais são muito fortes e tradicionalmente importantes no nosso Estado”, conta.

O regente disse ainda que o envolvimento do público, principalmente na região de São João del- Rei, é especial e no ano passado, saíram de Santa Cruz muito satisfeitos com a interação que conseguiram com o público presente, não só na forma de aplausos, mas também através de agradecimentos e elogios após a apresentação. Já para este ano a expectativa é que seja algo semelhante ao ano passado, “minha expectativa, bem como a de toda a Banda Lira Santa Cecília, é de que seja um evento muito bem organizado, como foi no ano passado, com um alto nível técnico das Bandas, e principalmente, que nós consigamos transmitir nossa alegria e orgulho de representar a Cidade de Bom Sucesso”, diz Oliveira Messias.

O V Encontro de Bandas de Santa Cruz de Minas começará às 14 horas do próximo domingo (18) na Praça São Sebastião, centro da cidade, indo até às 17 horas e 30 minutos do mesmo dia.

Santa Cruz e a Identidade Cultural

A Secretaria de cultura vem fazendo um trabalho passo a passo na questão da identidade cultural de Santa Cruz de Minas. O projeto na secretaria é trabalhar o empedramento da comunidade, para que essa identidade cultural faça parte do dia a dia da cidade.

Para que moradores conheçam os valores, a história, os patrimônios da cidade e orgulhem de falar que são de Santa Cruz, a prefeitura do município vem trabalhando isso através dos dois conselhos que têm dentro da secretaria, que são o COMTUR (Conselho Municipal de Turismo) e o CMPCP (Conselho Municipal de Políticas Culturais e Patrimônio). Através da atividade desses conselhos o município consegue obter do estado ICMS Turístico e ICMS Cultural, revertendo para a população além das atividades culturais que são feitas, recursos e investimentos.

Betânia Nascimento Resende explica a importância de investir neste setor. “Santa Cruz de Minas é uma cidade que consideramos ser um corredor turístico, ela está entre dois municípios muito importantes no quesito visitação histórico cultural que é Tiradentes e São João del- Rei, com a localização muito estratégica e a gente tem aqui um artesanato como expressão maior da economia local. Então investir nesse fortalecimento cultural do município é estar investindo na economia e desenvolvimento socioeconômico do município”, conta a chefe de gabinete da cidade.

Texto/VAN: Victor Zanola

Deixe uma resposta