Vida de universitário: trabalho, estudo e diversão

Amanda Graziela, estudante de Ciências Contábeis (UFSJ).

Conciliar trabalho e estudo é algo frequente para muitos universitários brasileiros. Porém,  estudantes da Universidade Federal de São João del-Rei (UFSJ) afirmam que têm dificuldades para adaptar seu curto espaço de tempo a possibilidades de lazer. As várias atividades exercidas e o tempo gasto para realizar cada uma delas acabam impossibilitando que os horários de diversão sejam extensos.

“Costumo dizer que a minha vida, hoje, se resume em trabalho e estudo, pois lazer eu quase não tenho. Trabalho nove horas por dia na prefeitura da minha cidade e a faculdade eu não posso deixar de lado. São aos domingos que eu me distraio um pouco com a minha família. É algo raro poder ir a uma festa e, às vezes, vou a churrascos com os amigos. Mas uma vez por mês e olhe lá”, declara a aluna da UFSJ, Vera Lopes, 28 anos, de São Brás do Suaçuí – MG.

Nessa fase de formação acadêmica, é comum que alguns ainda queiram conciliar a faculdade com outras atividades que irão complementar os conhecimentos e proporcionar  experiência profissional. O estudante Thales Dias afirma que organiza o tempo de acordo com aquilo que está mais próximo de acontecer. “Se eu tenho uma prova, estudo e deixo o lazer um pouco de lado. Eu também participo da empresa júnior dos cursos de administração e contábeis, com dedicação de 12 horas por semana. Quando está tranquilo, eu gosto de me divertir nas festas de república”, ressalta Thales, 20 anos, de Varginha – MG, que se mudou para a cidade histórica a fim de estudar.

Muitos alunos da UFSJ que vêm de outras cidades precisam fazer a viagem de ida e volta todos os dias. Rosana Carvalho, que cursa Ciências Contábeis na instituição, diz como administra o trabalho, o estudo e o lazer. “Eu trabalho seis horas por dia. De manhã, estudo as matérias da faculdade e, à noite, eu venho para a aula. No fim de semana, tiro um dia para estudar e gosto de me distrair indo ao cinema, viajando e saindo para comer algo em barzinhos. Quando eu tenho provas, estudo de madrugada”, declara a barbacenense, de 25 anos.

A estudante universitária Adriana Salomão trabalha em horário comercial e acaba tendo que estudar nos finais de semana também. “Durante a semana, eu trabalho 8 horas por dia e faço faculdade à noite. Nos fins de semana, eu também estudo e, aos sábados, quando tenho um pouquinho de lazer, gosto de ir a festas e churrascos para me divertir”, ressalta Adriana, 26 anos, de São Tiago – MG.

Para a maioria das pessoas que estudam e trabalham, o lazer acontece apenas nos finais de semana, pois, nos outros dias, em geral, não há tempo disponível. “Eu trabalho 8 horas por dia em um escritório de contabilidade. É difícil conciliar trabalho, estudo e lazer. O trabalho não dá para deixar de fazer, e o estudo eu vou deixando ‘de ladinho’ às vezes, porque a faculdade é bem puxada e falta tempo. Lazer durante a semana não tem. Só aos sábados e domingos que eu tiro para passear ou ir a alguma festa de familiares”, opina Michelle Bertolin, 29 anos, da cidade de Barbacena – MG.

VAN/Marina Ratton

Foto:Marina Ratton

Deixe uma resposta