VIII FELIT movimenta São João del-Rei

Começa na próxima terça- feira (02), em São João del-Rei,  o Festival de Literatura (FELIT). Com a novidade de programações paralelas em Tiradentes, o evento, que está em sua oitava edição e já trouxe ícones da literatura brasileira às Vertentes, tem o jornalista, editorialista e romancista Carlos Heitor Cony como o grande homenageado. “Cony, nome tão fabuloso e tão pouco falado”, salienta Mário Felipe, um dos idealizadores do festival, que não esconde sua paixão pela literatura e sua admiração pelo escritor, que venceu duas vezes o Prêmio Jabuti por seus romances Quase Memória e A Casa do Poeta Trágico. 

Além de promover a literatura em São João del-Rei, os produtores do FELIT esperam sensibilizar o empresariado local a investir mais neste evento, que pode atingir proporções muito maiores. Na abertura (dia 02/09), o jornalista, escritor e colunista Zuenir Ventura, discutirá sua vida e obra na Arena Literária, no Campus Dom Bosco, da UFSJ. O evento, que ocorrerá no Teatro Municipal, ainda trará a escritora Nélida Piñon, o romancista e colunista Cristóvão Tezza e o escritor angolano José Eduardo Agualusa, primeira atração internacional do FELIT.

O encontro também receberá ascendentes de uma nova geração de escritores como a jornalista e romancista Carolina Munhoz e o roteirista e romancista Raphael Draccon, promovendo um encontro de gerações de autores literários. “Eu li um texto de Hobsbawm em que ele falava da importância de se conhecer o passado para escrever o futuro. Eu acho que no festival vai acontecer isso”, afirma Júlia Costa, estudante de Relações Públicas da PUC-MG.

O evento será aberto ao público e a exibição de filmes de animação de cunho literário, oficinas, seminários e exposições da obra do autor homenageado farão parte da atração. A Oficina de Jovens Autores do FELIT lançará dois livros escritos ao longo do ano. O primeiro livro – Na beira da linha – foi inspirado na obra Quase memória, de Cony, em que ele trata a relação entre pai e filho; foi escrito por 31 jovens, entre 13 e 15anos. O segundo lançamento – As aventuras de Tom Sawyer em Tiradentes – inspirado numa obra americana adaptada por Cony, foi escrito por 18 crianças, entre 9 e 12 anos de idade. Ambos os trabalhos foram elaborados por estudantes do Ensino Fundamental das escolas municipais, estaduais e particulares de São João del-Rei. A prefeitura do município ainda disponibilizará cinco bibliotecas abertas, que serão distribuídas em diferentes pontos de ônibus da cidade. A organização do festival também vai operar em parceria com o 4º Circuito Gastronômico, fazendo com que o público possa se deliciar não apenas com a literatura, mas também com a culinária.

O FELIT vai até sábado (06) e seu encerramento será marcado pelo show do músico Gabriel Guedes na escadaria do Teatro Municipal. Logo após a apresentação, haverá um encontro com o escritor angolano José Eduardo Agualusa, que discutirá sua obra e sua relação com a literatura. O evento terá todas as suas programações gratuitas, com uma expectativa de público em torno de 6.000 pessoas durante os cinco dias de sua realização.

Texto: VAN/Jederson Rosa e Sarah Rodrigues
Foto: Divulgação/Felit

Deixe uma resposta